(In)Subistítuivel

Tumblr_l982rdpn0o1qcik7yo1_500_large_large

O motivo de estar naquela situação nada mais era do que ilusão; acreditar que seria quando na verdade, não iria ser. Olhares frios e corações partidos eram somente a prova real de que tudo aquilo que julgávamos ser para sempre, durava pouco tempo.

Os sonhos que antes tínhamos já não são mais os “nossos” sonhos, agora eles são sonhos individuais, assim como os segredos, nada mais será como antes, as lágrimas agora cairão com mais frequencia, mas, quem liga?

Você? Não. Acreditei por muito tempo em tudo que me disse, agora, se acreditar posso ser considerava uma inconsequente e masoquista cujo prazer está em sofrer por amor, um amor que já não me pertence mais. Mas agora, o amor que não é meu, também não é seu, na verdade, ele não é de ninguém.

O amor agora é de quem quer ele e sinceramente? Eu não o quero mais, sim, eu falo do amor, mas falo de você também; eu não o quero mais! Agora, o que eu quero é distância de você e do seu suposto amor.

Quero também sentir de novo como é não ser de ninguém e quero esquecer todo o resto, o que por sinal, inclue você. Quero que não esqueça que um dia eu disse que você era inesquecível, porque até o momento, é a verdade.

Mas não pense você que é insubstituível, porque não é!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s