A nova eu

Shockblast_376142258_ac0608afc2_b1-755x566_large

Ao me olhar no espelho uma pessoa despresivel apareceu em minha frente, lágrimas caiam de seus olhos e ela pensava em desistir. O destruidor de corações havia destruido o dela. A aparência de menina forte foi substituida por um olhar frio e cheio de trsiteza.

O tempo não era o melhor remédio, ele só passaria enquanto ela continuaria sofrendo, até que ela resolveu acreditar que seguir em frente seria a melhor solução, lágrimas de lado, coração partido e mesmo assim, batendo, olhar frio, porém havia uma coisa nele que ninguém nunca havia enxergado, havia raiva.

A protetora dos corações, aquela capaz de não se apaixonar para não sofrer estava com raiva, raiva de quem havia partido seu coração e nada iria mudar isso, nem mesmo o ego inflado do provocador de tanto sofrimento.

Seu ego cresceu, suas roupas diminuiram, sua voz ficou firme, seu olhar marcante, seu corpo correspondia a seus instintos, ela voltou a ser mulher, ela voltou a ser a poderosa, ela voltou a ser quem ele conheceu, mas com uma sutil diferença que qualquer um poderia perceber, menos os seus próprios olhos: ela não o queria mais.

Ela estava prestes a se apresentar ao dito cujo, ela queria mostrar que ele não a afetava, não mais. Então ele a viu indo em sua direção, ao se aproximar dela, ele a chamou de minha e sem querer um sorriso abriu em seu rosto. Diferente de todos os sorrisos de antes, aquele era um sorriso diferente, o desprezo estava ali, estampado em sua cara, e ele viu.

Sua? Foi o que ela perguntou antes de se apresentar.

Não, essa não é mais sua, esqueci de me apresentar, essa é aquela que aprendeu que sem você pode ser melhor, que sem você pode sim ser feliz, que sem você, ela ainda é ela. Prazer, essa sou a nova eu.

Anúncios

Minha, só minha

Tumblr_lmfzezvggw1qivwt0o1_500_large

Palavras. Estranha junção de letras que me fez acreditar que tudo o que você dizia era verdadeiro. Pior que isso é saber que na verdade, eu devia ter me preocupado mais com o que você sentia, e não dizia. Afinal, palavras podem ser levadas com o vento a qualquer momento, sentimentos não, afinal, quem voa quando está apaixonado somos nós, e não nossos sentimentos.
Por um segundo cheguei a imaginar você como o homem da minha vida, aquele com que eu iria me casar, mas sabe, imaginação não é realidade e você, não é o homem da minha vida, até porque, de homem você só tem o nome e o corpo, porque o pensamento, ainda é de moleque.
Destino. uma palavra que você usou para tentar tirar a culpa da sua falta de atitude, da falta de você. As palavras e os sentimentos se misturaram em mim causando um turbilhão de emoções: lágrimas, raiva e palavras, palavras essas que saiam de dentro de mim sem eu controlar, sem eu conseguir segurar.
Mágoa e desprezo: O que eu senti quando você usou tantas palavras, letras, sons, sem significado, sem amor. Mas agora, estou diferente, mudada, deixei de ser sua e passei a ser minha: só minha. E você? Você passou a ser apenas mais um em minha lista de decepções amorosas onde ganha quem foi o mais burro, mas quer saber,eu não me importo, desde que eu continue sendo minha, e esquecendo que um dia eu ja fui sua.

O que você sente, eu sinto

Favim.com-130_large

Ao te olhar: me vejo. Ao te tocar: me sinto. Dois corações unidos por uma falta de razão e separados por uma longa distância. Dois corpos que se desejam, duas bocas que não podem se tocar.

Um sentimento real, porém, cheio de obstáculos. Nos  meus olhos, qualquer um que olhar irá ver refletido no fundo uma imagem sua, nossa. Ao ouvir seu nome meu coração acelera, minha mão esfria e meu corpo deseja o seu.

Quando te toco, me sinto. Ao te olhar me vejo, como se um espelho estivesse ali, em minha frente refletindo a minha própria imagem.

Suas palavras, são minhas palavras. Seus sonhos, são meus sonhos. Você: é meu!

Um breve pensamento e lágrimas tomam conta de meus olhos deixando sua imagem cada vez mais embaçada, ao caírem deixam a marca da saudade, da vontade, do medo: de te perder, de não te ver, de te esquecer.

Em mim, as marcas fazem lembrar que eu sempre vou pertencer a você, independente do tempo, e eu não esquecerei que ao te olhar, irei me ver, que ao te tocar, irei me sentir. E se um dia eu me perder, sei que bastará te encontrar para me encontrar. Não terei medo, vou sentir, me entregar, pertencer a você do mesmo modo que você pertence a mim.

E não se esqueça: O que você sente, eu sinto.

Medrosa

Tumblr_lms6pfjaif1qayxuco1_500_large

Anos de vivência nas costas e ela ainda não aprendeu que o medo só a atrapalha. Noites sem dormir, dias chorando, e o medo que a consome como uma faísca em meio a um posto de gasolina. Tudo que ela queria era poder esquecer do passado e seguir em frente, mas ela ainda está presa, pelo medo do novo, do possível, do sincero, do real, do amor. Sentimentos se misturando dentro dela se tornando uma mistura homôgenea onde razão e emoção se misturam fazendo com que qualquer decisão pareça um tanto quanto precipitada. Coração quente, mão fria, lágrimas nos olhos e nó na garganta, a vontade de querer se entregar por completo e o medo de não dar certo. A coragem: chega ali e fica adormecida, quase nula quando finalmente um choque de realidade passa por ela. Ao sair de seu mundo onde nada acontece por medo ela começa a entender que na verdade tudo que se deve fazer é arriscar. Dizer aquelas três palavras que só devem ser ditas quando algo é real, deixar-se levar por palavras bonitas e declarações de amor, jurar amor eterno independente de quanto tempo seja o eterno. Passar noites sem dormir apenas por não conseguir fechar os olhos de tanta felicidade, escrever cartas sem esperar resposta nenhuma, amar e não esperar ser amada. Correr riscos, sentir frio na barriga, saber que tudo pode ser ou não correspondido, depende de como você vai encarar o sim, ou o não. Ela foi vivendo e com o tempo foi aprendendo que para não sentir medo é preciso muito mais do que coragem, é preciso amor.

Minha, pequena

 Tumblr_loc1gmqvlv1qdj46ko1_500_large

Aquele brilho nos olhos é tudo que eu preciso ver ao acordar. Mal sabe ela que meu coração acelera ao lembrar que ela está ali, comigo.

A beleza indiscutível era um de seus pontos fortes, assim como a voz, o cabelo, os lábios, as lágrimas, o olhar, ah o olhar: sedutor, provocante, inocente. Os lábios implorando por um beijo, a voz me pedindo para que eu fosse dela para sempre.
Saudade, de tê-la em meus braços para poder chamá-la de minha e ouvir sua voz retrucando – como sempre – o que eu disse com um simples: Sou mesmo! Estranha mania essa que ela tinha tinha de querer sempre reafirmar tudo o que eu dizia, estranho jeito de dizer que não queria me perder.
O ciúme bobo quando eu dizia que alguma amiga havia telefonado, as lágrimas nos olhos quando eu dizia ter medo de não ser dela para sempre, se ela soubesse o quanto eu não desejava isso…
A possessividade era seu forte, no meio de uma briga ela soltava um singelo: “mas você é MEU!” que me fazia parar com todo aquele bla bla blá e colocá-la em meus braços para simplesmente sussurrar um pedido de desculpas e ouvir de volta “um eu te amo”.
Brigas. Um único motivo, uma única palavra e eu a magoava, o contorno de seus lábios ficavam vermelhos, o que a entregava: ela estava com raiva. De mim, daquelas palavras que eu havia dito e de me amar tanto.
Seu momento de raiva entre os vários outros um dos momentos em que eu mais gostava de observá-la, sua simplicidade, sua fragilidade e ao mesmo tempo a sua vontade de permanecer forte, segurando uma lágrima prestes a cair daqueles lindos olhos cor de mel.
Não havia ninguém no mundo igual a ela, nenhuma outra chegará se quer ao pés dela, nunca. E antes de partir a observei por um instante, seu sorriso não estava ali e seus olhos pararam de brilhar.
Mal sabe ela o quanto faz falta. Mal sabia eu que a minha pequena um dia não seria mais minha.

(In)Subistítuivel

Tumblr_l982rdpn0o1qcik7yo1_500_large_large

O motivo de estar naquela situação nada mais era do que ilusão; acreditar que seria quando na verdade, não iria ser. Olhares frios e corações partidos eram somente a prova real de que tudo aquilo que julgávamos ser para sempre, durava pouco tempo.

Os sonhos que antes tínhamos já não são mais os “nossos” sonhos, agora eles são sonhos individuais, assim como os segredos, nada mais será como antes, as lágrimas agora cairão com mais frequencia, mas, quem liga?

Você? Não. Acreditei por muito tempo em tudo que me disse, agora, se acreditar posso ser considerava uma inconsequente e masoquista cujo prazer está em sofrer por amor, um amor que já não me pertence mais. Mas agora, o amor que não é meu, também não é seu, na verdade, ele não é de ninguém.

O amor agora é de quem quer ele e sinceramente? Eu não o quero mais, sim, eu falo do amor, mas falo de você também; eu não o quero mais! Agora, o que eu quero é distância de você e do seu suposto amor.

Quero também sentir de novo como é não ser de ninguém e quero esquecer todo o resto, o que por sinal, inclue você. Quero que não esqueça que um dia eu disse que você era inesquecível, porque até o momento, é a verdade.

Mas não pense você que é insubstituível, porque não é!

Por você

32300984_large
                                                          Leia o texto ouvindo a música Mine, versão da Avery.

Fazia um tempo que eu estava enrolando pra falar de você, de nós, do amor. Mas agora, agora parece ser a hora certa para desvendar esse sentimento. Chegou de repente e então passou a fazer parte dos meus dias, qualquer segundo longe ou sem falar com você parecia uma eternidade, ainda parece, mas agora, que sei o quanto você não suporta isso, tento me controlar.

Sabe, não gostava de todos os seus pedidos, você era chato! Na verdade, ainda é, mas sabe, no começo, eu não aguentava tamanha chatisse, até o dia em que fiquei sem ela, ai percebi o quando ela não me incomodava, mas cá entre nós, todo mundo sabe que onde tem implicância, tem amor, e com a gente, não foi diferente.

Para mim, era realmente dificil acreditar – ainda é- que um amor tão distante assim possa durar uma eternidade, mas como dizem por ai “vai ser eterno enquanto durar” e eu não me importo quanto tempo dure, desde que seja com você, por você!

O problema é eu acordar todos os dias e saber que se passou mais um dia e eu ainda não tenho você aqui, pra poder te tocar, te amar, de verdade, na realidade. Dois mundos diferentes, quilômetros de distância separando esse amor, separando nós. Tirando minha vida, de mim.

Eu sei que não vai ser fácil, na verdade, tudo que é fácil perde a graça, mas às vezes o medo me consome. Chorar todas as noites é rotina, não te abraçar é a pior coisa pra mim, mas eu realmente espero que o destino esteja ciente do que está fazendo, com meu coração, com meu amor.

Mas eu vou aguentar, o tempo que for preciso, quando for preciso, por você, só por você!